Retiro

Comunidades Alegres e comprometidas com a Missão

Palavra de abertura ao 1º Retiro anual de 2021(21-27.03.2021)

 

Paz e bem, queridas Irmãs

 

Após estes breves momentos de interação fraterna, é perfeitamente notória a grande alegria sentida nos nossos corações e manifestada também nos nossos rostos por nos encontrarmos assim reunidas, como família vitoriana, e em grande número, graças a Deus. Estamos inscritas para fazer este retiro, cerca de 110 a 115 Irmãs, de 21 a 22 comunidades em missão em Portugal, Itália, Congo e em Angola, o que corresponde mais ou menos a um terço das comunidades de toda a Congregação. E isto é muito bom e certamente agradável à Venerável Irmã Wilson, nossa querida fundadora. Logo, parece-me poder dizer, que este acontecimento nos ajuda a viver, na gratidão e na esperança, este tempo novo que o Senhor nos concede viver e que, ao mesmo tempo, também nos desafia a confiar e a dar passos, mais alargados, no processo de revitalização em que se encontra toda a nossa Congregação. Tudo isto porque o Senhor nos convocou e cada uma de nós, por Ele, se deixou convocar e conduzir ao longo da caminhada feita. Neste contexto, sinto uma grande vontade de convidar-vos a cantar parte do cântico no 25 do livro Catemos Todos: Juntas, cantando a alegria de estarmos unidas na fé e no amor. Juntas sentindo em nossas vidas, a alegre presença do Senhor.

Caras Irmãs, cá estamos com muita alegria, nesta grande sala comum da internet, para dar início ao nosso retiro anual, mais uma vez sob o efeito da pandemia do Cov 19, que, por um lado, nos força a ficar em casa sem poder gozar da vantagem de fazer o retiro anual num ambiente diferente do viver ou trabalho habitual conforme nos aconselha o nº 27 do nosso DG, mas que, por outro lado, também nos oferece a oportunidade de ficar no nosso habitat e aí nos encontrarmos e confrontarmos com o santuário interior da nossa consciência, a fim de escutar o que ela nos diz sobre a realidade do nosso ser e viver, no quotidiano da nossa vida consagrada. É um convite de Jesus a entrarmos no nosso quarto e orar ao Pai, em segredo, conforme nos fala Mt 6,6.

Como sabemos, fazer um retiro espiritual, é um privilégio, é um dom que Deus nos oferece, anualmente, para podermos refrescar, purificar e nutrir a nossa vida com a água fresca do Seu Espírito e com o indispensável alimento da Sua Palavra. Providencialmente, estamos na última semana da quaresma, tempo privilegiado de encontro com Deus, de preparação e de mudança do nosso coração para acolher e celebrar a Páscoa de Jesus.

Assim, para que aconteça páscoa, passagem na nossa vida, procuremos aproveitar este tempo de graça que é o retiro, para estar em sintonia com Jesus e a seu exemplo retirar-nos para o monte, lugar propício para encontrar, escutar e estar com Deus a fim de melhor aprendermos a ser “tijolos” empenhados no construir e testemunhar o tema do nosso retiro: “Comunidades alegres e comprometidas com a Missão”. 

BOM RETIRO, Irmãs.

                                                                       Ir Ana Marques

© Propriedade da CIFNSV